Páginas

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Le pettit prince

O essencial é invisivel aos olhos.

sábado, 13 de novembro de 2010

"A gente se apertou um contra o outro. A gente queria ficar apertado assim porque nos completávamos desse jeito, o corpo de um sendo a metade perdida do corpo do outro." Caio F. Abreu

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

One year ago

"Foi como se o tempo tivesse congelado no dia 15 de agosto, e voltou ao normal hoje! Não me lembro de uma sensação melhor!"


Engraçado. Parece que foi ontem.

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Calvin&Haroldo #tira345

Plain White T's

Me dê o amor que eu jamais tive.
Torne tudo melhor quando estou me sentindo triste.
Me diga que eu sou especial mesmo quando eu sei que não sou.

Me faça sentir bem quando estou muito machucada.
Quase nunca fico zangada,
Eu sou tão agradecida por ter te encontrado.
Eu amo estar perto de você.

Você facilita tudo.
Tão fácil quanto 1, 2 1, 2, 3, 4

Só existe uma coisa
para fazer, três palavras
para você.
eu te amo(eu te amo)
Só existe uma maneira
de dizer aquelas três palavras
e é o que eu vou fazer.
Eu amo você.

Me dê mais amor desde o início.
Me recomponha quando me despedaço.
Me diga coisas que você nunca disse nem para seus amigos íntimos.

Me faça sentir bem quando estou muito machucada.
melhor que eu já tive,
Eu sou tão agradecida por ter te encontrado.
Eu amo estar perto de você.



sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Mais um dia cinza.

"Pela janela, vejo fumaça, vejo pessoas. Na rua os carros, o céu o sol e... nada de chuva!"

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

One tree hill

"Ás vezes quando se é jovem, você acha que nada pode te machucar. É como ser invencível. Sua vida toda está a sua frente e você tem grandes planos. Grandes planos. Achar seu par perfeito. Aquele que te completa. Mas conforme vai envelhecendo, percebe que nem sempre é tão facil assim. Só no fim da vida percebe que os planos que fez são só planos.  Pois no final, quando olha para trás ao invés de para frente, você quer acreditar que fez o máximo com o que a vida te deu. Quer acreditar que está deixando algo de bom para trás. Você quer que tudo tenha sido importante."

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

"E por fim, a maior das alegrias:
a de saber que, apesar de todas as dificuldades,
chegou o tão esperado dia no qual a cicatriz não incomodaria mais.
Finalmente, tudo estava bem. "

terça-feira, 14 de setembro de 2010

Fragmento de 'O mundo de Sofia.'

"(...) Sofia resolveu andar um pouco pelo jardim. Ela tentava esquecer tudo o que tinha aprendido na escola, principalmente tudo o que tinha lido nos livros de ciência.
Se ela tivesse crescido naquele jardim, sem saber qualquer coisa a respeito da natureza, o que seria a primavera para ela?
Será que ela inventaria uma explicação para o fato de um belo dia de repente começar a chover? Será que ela daria asas à imaginação para explicar por que a neve derrete e o sol se levanta no céu?
Sim, ela estava certa de que o faria. e imediatamente começou a inventar uma história:

O inverno agarrou a terra com suas mãos geladas, porque o malvado Muriat mantinha a bela princesa Sikita presa num frio calabouço. Certa manha, porém, o valente príncipe Bravato veio e conseguiu liberta-la. Sikita ficou tão feliz que começou a dançar sobre os campos e prados, cantando uma canção que ela tinha composto durante seu cativeiro no frio calabouço. E a terra e as árvores ficaram tão enternecidas que toda a neve se desfez em lágrimas. Os passarinhos passaram a imitar a canção de Sikita, e, quando a bela soltou seus cabelos loiros, algumas mechas douradas caíram no chão e se transformaram em lírios..

Sofia achou que tinha inventado uma bela história. Se ela não conhecesse nenhuma outra explicação para a alternância das estações do ano, certamente teria acreditado na sua história.
Ela entendeu, então, que as pessoas sempre tiveram a necessidade de explicar os processos da natureza. Que elas talvez nem pudessem viver sem tais explicações. E por causa disso inventaram os mitos, pois naquela época ainda não existia a ciência."

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

You got me- Colbie Callait

"Você está ligado em mim e em meus olhos que riem. Eu não consigo fingir ainda que tente esconder, eu gosto de você, eu gosto de você. Eu acho que senti meu coração pular uma batida. Eu estou parado aqui e mal posso respirar, você me tem, você me tem. O jeito que você pega minha mão é tão doce, e aquele seu sorriso desajeitado me derruba. Eu não consigo me satisfazer. Eu sou uma estopa e preciso me preencher. A sensação é tão boa, deve ser amor. É tudo que eu sonhei! Eu desisto, me entrego. Deixo ir em frente. Vamos começar, pois não importa o que eu faça, meu coração está preenchido com você. Eu não consigo imaginar como seria viver cada dia dessa vida sem você, sem você. Um olhar seu e eu sei que você entende e essa bagunça em que nos metemos está fora de controle.(...) Eu espero que a gente sempre se sinta assim. Eu sei que a gente vai. E no meu coração eu sei que você sempre ficará. Eu desisto, me entrego. Deixo ir em frente. Vamos começar, pois não importa o que eu faça, meu coração está preenchido com você."

terça-feira, 24 de agosto de 2010

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

One tree Hill

" A vida é engraçada ás vezes. Pode ser barra pesada. Como quando você se apaixona por alguém, mas esse alguem esquece de te amar de volta. Quando a sua melhor amiga e seu namorado te deixam sozinha. Quando puxa o gatilho ou acende o fogo e não pode mais voltar atrás. No esporte, chamam isso de "se superar". Na vida eu chamo isso de pegar pesado(...) Sabe a expressão que "as melhores coisas da vida não são de graça" ? Bem, essa expressão é verdadeira. De vez em quando as pessoas se superam, se tornando mais corajosas com elas mesmas. Ás vezes, elas te surpreendem. Ás vezes elas cedem fácil. A vida é engraçada ás vezes. Pode nos surpreender. Mas se você  estiver perto o suficiente, você encontrará esperança... No mundo das crianças. Numa canção. Nos olhos de alguém que você ama...E se você tiver sorte. Digo, se você for a pessoa mais sortuda desse planeta, a pessoa que você ama, decidirá te amar de volta."

terça-feira, 10 de agosto de 2010

Sobre ferimentos e futuro.

Tic-tac. Tic-tac. Tic-tac. O relógio adiantado da cozinha marcam 10 horas da noite de domingo. Acabo de lhe dizer boa noite e fechar a porta. Nesse momento, mil coisas passam pela minha cabeça me fazendo entrar em curto circuito. Tantas coisas que hoje já não fazem tanta importância, voltam como um tsunami arrastando tudo o que era certo e sólido. Como diria Elizabeth Lee é como se estivessem jogando pimenta em um ferimento recem feito. De certa forma, esse ferimento não é nada recente. Tantas coisas da qual já eram para estar esquecidas, hoje eu sei que não atormentam só a mim, mas a você também. Só não tinha me dado conta disso antes.
Sinto um vazio enorme dentro de mim ao lembrar no mal que lhe fiz. Do mal que se fosse comigo, nunca seria perdoado. Do mal que ninguém jamais merece passar um dia.
Não posso lhe pedir que esqueça, mas que apenas acredite nesse sentimento que levo por ti dentro de mim. Espero que você nunca chegue a duvidar do tamanho ou existência dele. Me esforço todos os dias para sempre lhe lembrar o quanto é especial para mim, e o quanto eu sou feliz ao seu lado.
Torço muito para que daqui a 6 anos seja você que esteja a me esperar ao lado do padre para dizer o tão esperado 'sim'. Que seja você a pessoa que irei ver todos os dias ao acordar, aquela que esquentará meus pés em uma noite fria, a pessoa que brigarei sempre por deixar a toalha molhada em cima da cama ou pedir para que coma mais devagar. A pessoa que sempre vai brigar comigo quando eu embolar o edredom ao invés de dobra-lo, ou pedir para que eu coma mais rápido. Nós teremos um cachorrinho e um fusquete na garagem. Compraremos pizza aos sábados a noite para acompanhar o filme. Viajaremos para Alto paraíso em alguns finais de semana, e em outros conversaremos na rede tomando vinho tinto ao som de Renato Russo. E antes de dormir, será você que me dará um beijo na testa e dirá que me ama.

Acho que se for assim, para mim tá bom...

Eu sei que nem sempre as coisas vão ser boas, tanto porque o horóscopo diz que virgem e leão não combinam e sempre se desentendem,(hahahaha) mas tudo o que nós já passamos é o suficiente para provar que somos capazes de aguentar muito mais.
E essas feridas, com o tempo vão virar apenas cicatrizes. Se tornando provas concretas de que aquela história que começou em 2009, seja só o começo daquilo tudo que ainda temos que viver juntos.

domingo, 1 de agosto de 2010

Música do dia.

O Mundo Anda Tão Complicado- Legião Urbana

Gosto de ver você dormir
Que nem criança com a boca aberta
O telefone chega sexta-feira
Aperto o passo por causa da garoa
Me empresta um par de meias
A gente chega na sessão das dez
Hoje eu acordo ao meio-dia
Amanhã é a sua vez

Vem cá, meu bem, que é bom lhe ver
O mundo anda tão complicado
Que hoje eu quero fazer tudo por você.

Temos que consertar o despertador
E separar todas as ferramentas
Porque a mudança grande chegou
Com o fogão e a geladeira e a televisão
Não precisamos dormir no chão
Até que é bom, mas a cama chegou na terça
E na quinta chegou o som

Sempre faço mil coisas ao mesmo tempo
E até que é fácil acostumar-se com meu jeito
Agora que temos nossa casa
é a chave que sempre esqueço

Vamos chamar nossos amigos
A gente faz uma feijoada
Esquece um pouco do trabalho
E fica de bate-papo
Temos a semana inteira pela frente
Você me conta como foi seu dia
E a gente diz um p'ro outro:
- Estou com sono, vamos dormir!

Vem cá, meu bem, que é bom lhe ver
O mundo anda tão complicado
Que hoje eu quero fazer tudo por você
Quero ouvir uma canção de amor
Que fale da minha situação
De quem deixou a segurança de seu mundo
Por amor

sexta-feira, 23 de julho de 2010

One Tree Hill ³

"Você já se perguntou se somos nós que fazemos os momentos em nossas vidas ou se são os momentos da nossa vida que nos fazem? Se você pudesse voltar no tempo e mudar apenas uma coisa na sua vida , você mudaria? E se mudasse, será que essa mudança tornaria a sua vida melhor? Ou será que ela acabaria partindo o seu coração? Ou partindo o coração de outro? Será que você escolheria um caminho totalmente diferente ? Ou você só mudaria uma única coisa? Um único momento? Um momento que você sempre quis ter de volta?"

quarta-feira, 21 de julho de 2010

One Tree Hill ²

"Neste momento, há 6 bilhoes, 470 milhões, 818 mil e 671 pessoas no mundo. Algumas estão fugindo com medo. Algumas estão indo pra casa. Algumas mentem para conseguir superar o dia. Outras estão encarando a verdade so agora. Alguns são homens maus em luta contra o bem. E alguns são bons, lutando contra o mal. Seis bilhões de pessoas no mundo, seis bilhões de almas. E algumas vezes, você só precisa de uma..."

Calvin&Haroldo Tira#468

A tira nao fica maior do que isso

terça-feira, 13 de julho de 2010

Romeu e Julieta

"O sentimento, quanto mais profundo, mais pobre é na aparência e mais rico no fundo. Não de ornamentos vãos e frívola aparência se orgulha, mas da sua própria essência. Poder contar seu ouro é sinal de pobreza. E o meu amor chegou a tal riqueza, que nem pela metade o contarei agora."  William Shakespeare

Rock daay

Rock é um termo abrangente que define o gênero musical popular que se desenvolveu durante e após a década de 1950. Suas raízes se encontram no rock and roll e no rockabilly que emergiu e se definiu nos Estados Unidos da América no final dos anos quarenta e início dos cinqüenta, que evoluiu do blues, da música country e do rhythm and blues, entre outras influências musicais que ainda incluem o folk, o gospel, o jazz e a música clássica. Todas estas influências combinadas em uma simples estrutura musical baseada no blues que era "rápida, dançável e pegajosa". (fonte: wikipedia)


Bom, em homenagem a esse dia, taí uma musica que eu sou tipo muito apaixonada!
Led Zeppelin, uma banda britanica, formada por quatro rapazes: Robert Plant (vocal), Jimmy Page (guitarra), John Paul Jones (baixo), John Bonham (bateria ), e que começou a carreira em 1968. Eles foram uma das bandas mais populares na decada de 70 entrando para a historia do rock mundial por serem a única banda a ter todos os discos lançados no Top 10 da Billboard.

Led Zeppelin- Stairway to Heaven ♪♪   [destaque para o solo]

Escadaria Para o Paraíso

Há uma senhora que acredita que tudo o que brilha é ouro
E ela está comprando uma escadaria para o paraíso
Quando ela chega lá ela descobre que se as lojas estiverem todas fechadas
Com apenas uma palavra ela consegue o que veio buscar

E ela está comprando uma escadaria para o paraíso

Há um cartaz na parede mas ela quer ter certeza
Porque você sabe que às vezes as palavras têm duplo sentido
Em uma árvore a beira do riacho há um rouxinol que canta
Às vezes todos os nossos pensamentos estão errados.

Isto me faz pensar

Há algo que sinto quando olho para o oeste
E meu espírito chora ao partir
Em meus pensamentos tenho visto anéis de fumaça atravessando as árvores
E as vozes daqueles que ficam parados olhando

Isto me faz pensar
Isto realmente me faz pensar

E um sussurro avisa que em breve se todos entoarmos a canção
O flautista nos levará à razão
E um novo dia irá nascer para aqueles que suportarem
E a floresta irá ecoar gargalhadas

Se há um alvoroço em sua horta
Não fique assustada
É apenas limpeza de primavera da rainha de maio

Sim, há dois caminhos que você pode seguir
Mas na longa estrada
Há sempre tempo de mudar o caminho que você segue

Sua cabeça lateja e não vai parar caso você não saiba
O flautista te chama para você se juntar a ele
Querida senhora, pode ouvir o vento soprar? e você sabia
Sua escadaria repousa no vento sussurrante

E enquanto corremos soltos pela estrada
Com nossas sombras mais altas que nossas almas
Lá caminha uma senhora que todos conhecemos
Que brilha luz branca e quer mostrar

Como tudo ainda vira ouro
E se você ouvir com atenção
A canção irá finalmente chegar a você
Quando todos são um e um é o todo

Ser uma rocha e não rolar

Oh
E ela está comprando uma escadaria para o paraíso...

segunda-feira, 12 de julho de 2010

One Tree Hill

"Escolher o caminho certo nunca é facil. É uma decisão que fazemos apenas com o coração nos guiando. Mas ás vezes, achamos nosso caminho para algo. Ás vezes lutamos contra o arrependimento e remorso dos nossos erros, nossa malícia e nosso cíúme e a vergonha que sentimos por não sermos as pessoas que deveríamos ter sido. E é ai que achamos o nosso caminho para algo melhor. Ou algo melhor acha o seu caminho para nós."

quarta-feira, 23 de junho de 2010

NEOQEAV

"Meus avós já estavam casados há mais de cinqüenta anos e continuavam jogando um jogo que haviam iniciado quando começaram a namorar. A regra do jogo era que um tinha que escrever a palavra "NEOQEAV" num lugar inesperado para o outro encontrar e assim quem a encontrasse deveria escrevê-la em outro lugar e assim sucessivamente. 
Eles se revezavam deixando "NEOQEAV" escrita por toda a casa, e assim que  um a encontrava era sua vez de escondê-la em outro local para o outro achar. Eles escreviam "NEOQEAV" com os dedos no açúcar dentro do açucareiro ou no pote de farinha para que o próximo que fosse cozinhar a achasse.Escreviam na janela embaçada pelo sereno que dava para o pátio onde minha avó nos dava pudim que ela fazia com tanto carinho."NEOQEAV" era escrita  no vapor deixado no espelho depois de um banho quente, onde a palavra  iria reaparecer depois do próximo banho. Uma vez, minha avó até desenrolou um rolo inteiro de papel higiênico para deixar "NEOQEAV" na última folha e enrolou tudo de novo. Não havia limites para onde  "NEOQEAV" pudesse surgir. Pedacinhos de papel com "NEOQEAV" rabiscado apareciam grudados no volante do carro que eles dividiam.Os bilhetes eram enfiados dentro dos sapatos e deixados debaixo dos travesseiros."NEOQEAV" era escrita com os dedos na poeira sobre as prateleiras e nas cinzas da lareira.Esta misteriosa palavra tanto fazia parte da casa de meus avós quanto da mobília.Levou bastante  tempo para eu passar a entender e gostar completamente deste jogo que eles jogavam.Meu ceticismo nunca me deixou acreditar em um único e verdadeiro amor, que possa ser realmente puro e duradouro.Porém, eu nunca duvidei do amor entre meus avós.Este amor era profundo.Era mais do que um jogo de diversão, era um modo de vida. Seu relacionamento era baseado em devoção e  uma afeição apaixonada, igual as quais nem todo mundo tem a sorte de experimentar. 
O vovô e a vovó ficavam de mãos dadas sempre que podiam.Roubavam beijos um do outro sempre que se batiam um contra outro naquela cozinha tão pequena.Eles conseguiam terminar a frase incompleta do outro e todo dia resolviam juntos as palavras cruzadas do jornal.Minha avó cochichava para mim dizendo o quanto meu avô era bonito, como ele havia se tornado um velho bonito e charmoso.Ela se gabava de dizer que sabia como pegar os namorados mais bonitos.Antes de cada refeição eles davam graças a Deus e bênçãos aos presentes por sermos uma família maravilhosa, para continuarmos sempre unidos e com boa sorte. Mas uma nuvem escura surgiu na vida de meus avós: minha avó tinha câncer de mama. 
A doença tinha primeiro aparecido dez anos antes.Como sempre, vovô estava com ela a cada momento.Ele a confortava no quarto amarelo deles, que ele havia pintado dessa cor para que ela ficasse sempre rodeada da  luz do sol, mesmo quando ela não tivesse forças para sair.O câncer agora estava de novo atacando seu corpo. Com a ajuda de uma bengala e a mão firme do meu avô, eles iam à igreja toda manhã.E minha avó foi ficando cada vez mais fraca, até que, finalmente, ela não mais podia sair de casa. Por algum tempo, meu avô resolveu ir à igreja sozinho, orando a Deus para zelar por sua esposa. 
Então, o que todos nós temíamos aconteceu. 
Vovó partiu. 
"NEOQEAV" foi gravada em amarelo nas fitas cor-de-rosa dos buquês de flores do funeral da vovó.Quando os amigos começaram a ir embora, minhas tias, tios, primos e outras pessoas da família se juntaram e ficaram ao redor da vovó pela última vez.Vovô ficou bem junto do caixão da vovó e, num suspiro bem profundo,começou a cantar para ela.Através de suas lágrimas e pesar, a música surgiu como uma canção de ninar que vinha bem de dentro de seu ser. Me sentindo muito triste, nunca vou me esquecer daquele momento. Porque eu sabia que mesmo sem ainda poder entender completamente a profundeza daquele amor, eu tinha tido o privilégio de testemunhar a beleza sem igual que aquilo representava."
Aposto que a esta altura você deve estar se perguntando: "Mas o que NEOQEAV significa?". Não está?


 "NEOQEAV" =  Nunca Esqueça O Quanto Eu Amo Você

terça-feira, 22 de junho de 2010

(L)

"Tudo o que sabemos de amor é que o amor é tudo que existe."
Emily Dickinson

domingo, 20 de junho de 2010

Música do dia - Luz dos olhos

Ponho os meus olhos em você se você está
Dona dos meus olhos é você, avião no ar
Um dia pra esses olhos sem te ver é como o chão do mar
Liga o rádio a pilha e a TV só pra você escutar...

A nova música que eu fiz agora
Lá fora a rua vazia chora

Os meus olhos vidram ao te ver, são dois fãs, um par
Pus nos olhos vidros pra poder melhor te enxergar
Luz dos olhos, para anoitecer é só você se afastar
Pinta os lábios para escrever a tua boca em minha...

Que a nossa música eu fiz agora
Lá fora a Lua irradia a glória

E eu te chamo
Eu te peço vem
Diga que você me quer porque eu te quero também

Faço as pazes lembrando
Passo as tardes tentando lhe telefonar
Cartazes te procurando
Aeronaves seguem pousando sem você desembarcar

Pra eu te dar a mão nessa hora
Levar as malas pro fusca lá fora

E eu vou guiando
Eu te espero, vem
Siga onde vão meus pés porque eu te sigo também

Eu te amo, oh
Eu te peço vem
Diga que você me quer porque eu te quero também...


Cassia Eller.

P.s: Juro que esse blog nao esta virando apenas para musicas,mas é que as vezes elas falam mais por mim do que minhas próprias palavras. Textos novos em breve. 


Bandolins


Como fosse um par que nessa valsa triste
Se desenvolvesse ao som dos bandolins
E como não e por que não dizer
Que o mundo respirava mais se ela apertava assim
Seu colo e como se não fosse um tempo
em que já fosse impróprio se dançar assim
Ela teimou e enfrentou o mundo
Se rodopiando ao som dos bandolins

Como fosse um lar, seu corpo a valsa triste iluminava
e a noite caminhava assim
E como um par o vento e a madrugada iluminavam
A fada do meu botequim
Valsando como valsa uma criança
Que entra na roda, a noite tá no fim
Ela valsando só na madrugada
Se julgando amada ao som dos bandolins 

Oswaldo Montenegro

sexta-feira, 11 de junho de 2010

Eduardo e Monica

Quem um dia irá dizer que existe razão
Nas coisas feitas pelo coração? E quem irá dizer
Que não existe razão?

Eduardo abriu os olhos mas não quis se levantar

Ficou deitado e viu que horas eram
Enquanto Mônica tomava um conhaque
Noutro canto da cidade
Como eles disseram

Eduardo e Mônica um dia se encontraram sem querer

E conversaram muito mesmo pra tentar se conhecer
Foi um carinha do cursinho do Eduardo que disse
- Tem uma festa legal e a gente quer se divertir
Festa estranha, com gente esquisita
- Eu não estou legal, não aguento mais birita
E a Mônica riu e quis saber um pouco mais
Sobre o boyzinho que tentava impressionar
E o Eduardo, meio tonto, só pensava em ir pra casa
- É quase duas, eu vou me ferrar

Eduardo e Mônica trocaram telefone

Depois telefonaram e decidiram se encontrar
O Eduardo sugeriu uma lanchonete
Mas a Mônica queria ver o filme do Godard
Se encontraram então no parque da cidade
A Mônica de moto e o Eduardo de camelo
O Eduardo achou estranho e melhor não comentar
Mas a menina tinha tinta no cabelo

Eduardo e Mônica eram nada parecidos

Ela era de Leão e ele tinha dezesseis
Ela fazia Medicina e falava alemão
E ele ainda nas aulinhas de inglês
Ela gostava do Bandeira e do Bauhaus
De Van Gogh e dos Mutantes
Do Caetano e de Rimbaud
E o Eduardo gostava de novela
E jogava futebol-de-botão com seu avô
Ela falava coisas sobre o Planalto Central
Também magia e meditação
E o Eduardo ainda estava
No esquema "escola, cinema, clube, televisão"

E, mesmo com tudo diferente

Veio mesmo, de repente
Uma vontade de se ver
E os dois se encontravam todo dia
E a vontade crescia
Como tinha de ser

Eduardo e Mônica fizeram natação, fotografia

Teatro e artesanato e foram viajar
A Mônica explicava pro Eduardo
Coisas sobre o céu, a terra, a água e o ar
Ele aprendeu a beber, deixou o cabelo crescer
E decidiu trabalhar
E ela se formou no mesmo mês
Em que ele passou no vestibular
E os dois comemoraram juntos
E também brigaram juntos, muitas vezes depois
E todo mundo diz que ele completa ela e vice-versa
Que nem feijão com arroz

Construíram uma casa uns dois anos atrás

Mais ou menos quando os gêmeos vieram
Batalharam grana e seguraram legal
A barra mais pesada que tiveram

Eduardo e Mônica voltaram pra Brasília

E a nossa amizade dá saudade no verão
Só que nessas férias não vão viajar
Porque o filhinho do Eduardo
Tá de recuperação

E quem um dia irá dizer que existe razão

Nas coisas feitas pelo coração? E quem irá dizer
Que não existe razão?


Qualquer semelhança, é mera coincidência.

terça-feira, 8 de junho de 2010

Sem título

Tic-tac. Tic-tac. Tic-tac. O relógio marca 01:52 de uma fria madrugada em uma sexta feira de lua minguante. Me levanto sonolentamente, fecho o caderno e apago a luz. Caminho lentamente de volta para a cama, com medo de tropeçar no velho par de all star jogado no meio do quarto e deito. Me encolho. com o desejo de que o calor da cama  e do edredom me levem a um lugar melhor do que a escuridão daquele tão solitário e frio cômodo. Tic-tac. Tic-tac. Tic-tac. O relógio agora marca 01:58 e começo a adormecer profundamente. Quando dei por mim, estava em um lugar tão claro que era de doer os olhos. Esse lugar estava repleto de pessoas que passaram pela minha vida. Era tudo tão bonito. E quentinho...Não me lembrava de uma sensação mais prazerosa. Mas de repente, essas pessoas começavam a andar. Cada vez mais. Pra longe. Longe de mim. Eram como folhas secas em época de outono após uma ventania. Corro. Sem ter quem alcançar, sem nem ao menos onde chegar. Grito. Mas o mais alto que eu conseguia não era o bastante. Minha garganta ardia como fogo a 1000°C. Só então me rendo. Choro. Compulsivamente. Quem sabe assim, tudo poderia voltar a ser como era antes. Mas mais uma vez eu me engano e caio. Não por cansaço, mas por fraqueza. Olho em volta e não vejo ninguém. Só o clarão que já não me cegava mais. Me encolho. Com o desejo de poder ter alguém novamente. Solidão. E tudo voltou a ser frio e escuro. Tic-tac. Tic-tac. Tic-tac. O relógio marcava 02:35. E nada mais fazia sentido. Noto meus olhos úmidos e o cabelo colado na testa pelo suor. Me perco nos pensamentos e adormeço novamente.
Dessa vez o lugar continuava escuro e frio. Muito frio por sinal. Meu dedo mínimo do pé parecia não fazer mais parte de mim, e meu nariz estava gelado, semelhante ao de um cachorro. Esfregava minhas mãos querendo gerar algum tipo de calor, mas era inútil. Me deparo com pessoas andando. Cada vez mais. Para perto. Perto de mim. Eram como roseiras em época de primavera. O grupo era consideravelmente menor do que o anterior. E ao se aproximarem de mim, trouxeram também um calor familiar e agradável, que me reconfortou de uma maneira tão singular e única. Foi então que percebi que nunca estivera sozinha de fato. Choro. Compulsivamente. Quem sabe assim as coisas poderiam continuar desse jeito para sempre? Mas na realidade, não estava me importando muito com isso. Não agora...
Abro os olhos.
Tic-tac. Tic-tac. Tic-tac. O relógio marca 09:40 e o quarto que era escuro e frio, agora é iluminado pela luz do sol de uma linda manha de sexta feira. Sou tomada por uma alegria imensa. É como se eu soubesse mesmo que tudo ficará bem. E ficará né? Bom, disso eu não sei, mas acredito muito que tudo tem o seu tempo certo para acontecer, e é só isso resta. Para mim, e para você.

quarta-feira, 26 de maio de 2010

Pra você guardei o amor

Pra você guardei o amor
Que nunca soube dar
O amor que tive e vi sem me deixar
Sentir sem conseguir provar
Sem entregar
E repartir

Pra você guardei o amor
Que sempre quis mostrar
O amor que vive em mim vem visitar
Sorrir, vem colorir solar
Vem esquentar
E permitir

Quem acolher o que ele tem e traz
Quem entender o que ele diz
No giz do gesto o jeito pronto
Do piscar dos cílios
Que o convite do silêncio
Exibe em cada olhar

Guardei
Sem ter porque
Nem por razão
Ou coisa outra qualquer
Além de não saber como fazer
Pra ter um jeito meu de me mostrar

Achei
Vendo em você
E explicação
Nenhuma isso requer
Se o coração bater forte e arder
No fogo o gelo vai queimar

Pra você guardei o amor
Que aprendi vem dos meus pais
O amor que tive e recebi
E hoje posso dar livre e feliz
Céu cheiro e ar na cor que arco-íris
Risca ao levitar

Vou nascer de novo
Lápis, edifício, tevere, ponte
Desenhar no seu quadril
Meus lábios beijam signos feito sinos
Trilho a infância, terço o berço
Do seu lar


Nando Reis

sexta-feira, 14 de maio de 2010

Calvin e Haroldo


" Sei lá, parece que quando as pessoas crescem, elas não fazem ideia do que seja legal. "

Friendship part. V

Texto feito ás 00 hrs e 32 min do dia 07 de abril de 2010. 


Era 2007. Não me lembro como ou onde, só sei que a partir desse ano não ganhei apenas uma amiga, ganhei uma irmã uma cúmplice, uma menina tão mulher, que chora, é carente e dá bronca ás vezes. Sem juízo nenhum, me proporciona os  momentos mais loucos e inesquecíveis. Com doçura me escuta, me alerta e me ensina tanta coisa! 
Ah e seu sorriso?? Tão contagiante e tão sincero! Não importando os problemas ele sempre se fazia presente naquele rosto tão inocente e saliente ao mesmo tempo. E por essa sucessão de sorrisos que presencio por todos esses anos, é quase suicídio vê-la triste. Me sinto completamente inutil, mesmo não sendo causadora dessa tristeza.
Tanta coisa a gente já passou juntas que é impossível dizer ou escrever. Mas de uma coisa eu sei:  Não existe melhor companhia para falar ' aquelas coisas' do que com ela. E não existirá melhor carona do que a daquele dia! HAHAHA!
Espero sempre estar do seu lado pra te proteger e te ajudar no que for preciso e que assim como com a menina dos olhos de jabuticabas farei o possível para nunca deixar a sua cápsula explodir, te escutando e dividindo suas dores comigo.  

O9.O5.2O1O

Hoje eu sei que sem ela, não seria absolutamente ninguém. Porque ao sorrir, ela estará la para sorrir comigo, e ao chorar ela me amparará com sua tão admirada força. Não é preciso de muita coisa para nos entendermos ou nos comunicar, basta pensar que ela alcança.      Mãe (L)

sábado, 24 de abril de 2010

e hoje..

É engraçado de ver como às vezes em um lugar cheio de pessoas nos sentimos tão sozinhos e com uma única pessoa nos sentimos tão completos. É engraçado como milhões de beijos não substituem o carinho de quem se ama, que 100 pessoas online no seu msn não te prendem na frente do computador como o status de um único contato, que a vontade de que o tempo pare é maior ao lado dele do que ao lado de qualquer outra pessoa no mundo, que nenhum sorriso é tão lindo igual ao dele, nenhum 'eu te amo' mexe tanto com você, nenhum momento te deixa com tanto friozinho na barriga do que os vividos ao lado de quem se gosta. é engraçado como não trocamos alguém por tudo. um sentimento pelo mundo. e nada mais nos instiga, nada mais nos fascina, nada mais nos interessa do que o coração dele.

créditos: Sarah Smanio
 
 
 
Tá. Tô ficando muito melosa, eu sei.

segunda-feira, 19 de abril de 2010

Alguem como você

Não ligue pro que eles vão falar
Ninguém está aqui no meu lugar
Nem sente o que eu sinto por você
Ninguém entende nada, eles nunca vão saber

Não deixe um sussurro te assustar
Nem pense como eles vão pensar
Só ouça o nosso coração bater
Não precisa dizer nada, eles nunca vão saber

Como é não ser só, como é amar sem sofrer
Como é gostar e querer, como é ter alguém
Como é ter alguém...como você .


4 meses de felicidade (L).

terça-feira, 6 de abril de 2010

Friendship part. IV

Texto feito ás 23 hrs e 50 min do dia 05 de abril de 2010.

Era 2005. Aquele garoto tão misterioso, me chamou a atenção em um dia comum. Cabelos lisos, pretos, moreno e olhos castanhos escuros. Um tipo comum de garoto. E quase nada me atraia nele. Chato, metido, mimado, irritante e convencido era a minha descrição inicial para ele. A gente brigava, se chingava, se matava e não conseguíamos nos entender. Duas opniões tão diferentes, duas pessoas tão opostas, dois seres tão distintos, e apenas uma única coisa batia...Nada que é muito igual dá certo. Uma teoria meio furada, mas que funciona e faz muito sentido!
É como se ele completasse as coisas que faltam em mim, e eu completasse as que faltam nele. Quem sabe a teoria dos opostos se atraem seja uma verdade indiscutível então? Pode ser.
Hoje eu posso dizer que depois da minha mãe, ele é o que melhor me conhece. Ele já viu todas as minhas faces, sabe de todos os meus defeitos e manias, já me viu chorar, já me viu sorrir, já me viu dormir e acordar pela manhã descabelada, sem maquiagem e com pijamas velhos, já me viu na TPM, já me viu de um jeito que ninguem jamais viu! Nada explica esse sentimento tão forte e sincero que sinto por ele, e que jamais senti por outro alguém.
Isso tudo, porque além de namorado, companheiro, aliado, comparsa, parceiro, ele é o meu melhor amigo! Nossas brigas sérias que acabam sempre em risos, seu jeito tão lindo de dizer que me ama, suas palhaçadas, sua paciência enoorme comigo. Sua voz desafinada tentando cantar alguma coisa para mim, o seu jeito de acariciar meu cabelo e me acolher nos seus braços, o jeito que ele tem de se preocupar comigo, suas ligações, suas mensagens. O seu jeito engraçado de me falar besteiras,o seu jeito de fazer com que eu me sinta mulher,e ao mesmo tempo uma criança.. Ahh tudo, tudo, tuudo contribui para que eu o ame cada vez mais.
Uma história que demorou fazer o 'era uma vez ' acontecer e que agora está construindo o 'viveram felizes para sempre'. Uma história que teve tantos altos e baixo, tão complicada e enrolada. Digna de filme. Uma história que tinha que acontecer, não importando os obstáculos. Tava escrito né?
Mesmo sendo Yin e Yang, o preto e o branco, óleo e agua, a gente se completa. Afinal, tudo se completa de algum jeito.
Ele é entre todos, o que me mais me entende e me completa! (L)

segunda-feira, 5 de abril de 2010

Stronger

" Nós passamos pela tempestade,
nós passamos por tudo
nós tivemos algumas tentações,
mas nunca caímos.
Nós escalamos todas as montanhas,
Caminhamos por todos os vales,
E você nunca me deixou para trás.

Eu encontrei meu caminho pelas nuvens,
nunca mais fugirei assustada e fecharei meus olhos
Eu serei verdadeira, com este amor do meu coração.
Eu estou colocando minha vida na linha.

Oh eu sobreviverei,
contando que você esteja do meu lado
Eu sobreviverei,
contando que você esteja do meu lado.
Estou mais forte, mais forte, mais forte.

Disseram que nós não conseguiríamos,
Mas adivinha? Conseguimos
E lá no fundo, estou me perguntando como.
Você sempre esteve comigo,
nunca me machucou
Você me deu paz de espírito.

(...)

Ás vezes não acredito,
que você está comigo.
Não existe ninguém mais sortuda que eu.
Então eu fico de joelhos,
para me certificar de que Ele
sabe que eu sou grata,
pelo o que Ele me deu.

(...)

Eu disse que sou mais forte com você
Eu sobreviverei, com você do meu lado."


Eu realmente te amo muito.

quarta-feira, 31 de março de 2010

Aviso!

O texto de numero 4 que deveria vir amanha, virá no dia 4 de abril, por conta do feriado =D

Friendship part III.

Texto feito ás 00 hrs e 25 min do dia 31 de março de 2010.
Era 2004. Tinha cerca de dois meses que eu havia me mudado, e ainda não conhecia, nem falava com ninguém. Nunca fui espontânea com essas coisas de puxar amizades. Mas para toda regra, há uma exceção.
Me lembro como se fosse ontem... Perto do anoitecer, estava assistindo televisão, mas algo não me deixava prestar atenção no que ela dizia. Era o som de gritos, risadas e bola batendo no chão. Fui dar uma espiadinha no portão e me deparei com uma rodinha enorme de pessoas jogando três cortes. Eu me roendo de vontade de jogar também, não tive coragem de ir por causa da minha timidez idiota. Foi então que meu irmão me deu um toque, me dizendo pra largar de ser mongol. Tá, foi meio bruto, mas me encorajou. Vesti uma roupa melhor do que meu moletom velho e fui. E voltei. E fui e voltei de novo. Demorei uns 15 min pra sair enfim. Ao sair, me aproximei lentamente da roda e perguntei tão baixo que acho que nem a minha alma devia ter escutado: ' Posso jogar também?' Mas achei errado. Ele, um menino bem simpático, com olhos sorridentes, concordou numa empolgação sem igual. Todos me receberam muito bem, e foi super divertido. No outro dia, um pouco mais cedo, o menino dos olhos sorridentes bateu lá em casa perguntando se eu estava afim de andar de bicicleta. Concordei e logo saí. Tinha duas meninas com ele,uma magra de cabelos compridos e loiros acinzentados, super empolgada. A outra era morena, de cabelos cacheados, magrinha também, e era um pouco mais tímida. Passamos o resto do dia andando de bicicleta. E foi assim que tudo começou.
O tempo passou e muitas coisas mudaram, muitas pessoas vinham e iam, mas o menino com olhos sorridentes e a menina que só no inicio era tímida, sempre estiveram junto de mim.
Nossa, quanta coisa bizarra fizemos juntos ! As luvas com agua, a esquadrilha tchutchucões, o produtchinho, as lavagens de carro que sempre acabavam em banho, as comidas bizarras, as noites em claro rindo, a Gisele nos ataques de dar medo, o Gustavo com as piadas sem graça, que no fundo até tinham um pouco. Aah e quando eu tinha medo de ficar em casa sozinha durante um temporal? Eles estavam aqui. Quando meu gato passava mal e eu não sabia o que fazer? Eles estavam aqui. Quando eu estava na fossa, após o fim de um namoro mal sucedido e morreendo de tristeza? Eles estavam sempre aqui. Comigo. Me ajudando e me alegrando.
Assim como sempre que puder, estarei junto deles para pirraça-los e nunca deixar que eles fiquem tristes pelo motivo que for. Tosquele, Tavinho e ser estranho. Seremos sempre os três mosqueteiros. Juntos e invencíveis!

terça-feira, 30 de março de 2010

Friendship part II.

Texto feito ás 00 hrs e 32 min do dia 30 de março de 2010.
Era 2008. Minhas mãos soavam frio, minhas pernas mal conseguiam andar de tanto tremer, e minha barriga estava em um frio semelhante ao das águas congelantes do Oceano Pacífico. Era meu 1º dia como estagiária no TRE. Ao passar pela recepção, uma moça gentil me levou á sala da coordenadora de estagiários, e ela me levou ao palco de grande parte dessa história. A última sala, no final do corredor. Aquela com uma placa com o nome SEARQ pendurada na porta, era o meu destino.
Ao entrar, me deparei com aquela que seria minha chefe pelo tempo em que estagiaria lá. (foi o que eu pensei né? mas..) Ela me recebeu com um jeito apressado e histérico, meio peculiar.. Entrando um pouco mais na sala, havia uma mesa enorme com muitas pastas e documentos em cima dela, e nela tinham três pessoas trabalhando: uma menina morena da cor de jambo, com cabelos compridos lisos e pretos, alta, um pouco engraçada e muito tagarela, um garoto com fones de ouvido, cabelo preto espetado, calado e bastante concentrado, ele tambem devia ser novato. E uma mulher de cabelos alaranjados, com óculos, e muito simpática. Ela era aquela que seria meu anjo da guarda dali para frente.
Indo mais fundo na sala, tinha um lugar do qual chamavam de 'aquário'. Lá estavam os bam-bam-bans! Era uma sala fechada por paredes de vidro. Lá estava uma menina muito bonita de longos cabelos castanhos claros e grandes olhos atentos. Seu rosto parecia o de uma boneca delicada. Logo ao seu lado, tinha um menino bem bonito também. Era entre todos, o que mais falava. Moreno, alto, e um sorriso de hipnotizar! Enfim.. Atrás dele, tinha uma menina branca de cabelos cacheados, era a mais tímida do grupo. Ao lado dela, tinha um grandão de dar medo! Ele era intimidador... Bem na dele, mas super gaiato. Junto com o cara do sorriso bonito, eles eram impossíveis, e minha chefe toda hora berrava com eles. Era até engraçado! E logo mais na frente tinha um menino bem estranho. Parecia que ele sempre vivia com sono. Com fones de ouvidos ele quase não falava também, mas era muito engraçado.
Ah! Pulei uma parte. Antes desse 'aquário' tinha o lugar onde os servidores se sentavam. Mas eu não sabia que todos que estavam sentados ali eram servidores. E não eram mesmo. Tinha duas meninas. Uma negra bem bonitinha, que namorava o cara que trabalhava na maquina xerox, em outra seção. E uma que falava mais do que o homem da cobra, minha chefe dava uns berros estranhos para ela também. E tinha dois homens. Um super calado, que mascava chiclete o tempo todo e tomava café. E um, que inicialmente era o mais bonito. Pensei que namorava a menina de cabelos castanhos claros. Ele parecia ser gente boa. Mas essa minha impressão durou pouco, pouquíssimo, pra falar a verdade. Alto, magro,cabelos pretos e um sorriso contagiante! Seu único problema era ser irritante ! Acho que ele só conseguia trabalhar cantando, foi o que pensei. Com uma voz rouca e aguda (imagine), ele cantava quase que frenéticamante ' I shot the sheriff '. O pior é que ele cantava isso mesmo! Até o toque do seu celular era esse! Logo pensei que seria ele, o problema do meu mais novo estágio.
Passou 1 mês, 2 meses, 3 meses e não é que ele nunca mais cantou a musica? E até que ele era suportável. Muitas conversas, e viramos amigos. Muito amigos por sinal! Nossa, ao olhar para ele, eu me via. Mesmos gostos musicais, mesmas manias, filmes, brincadeiras.. Eu brincava dizendo que ele era o meu eu masculino!
4 meses, 5 meses, 6 meses, éramos quase irmãos. Nasceu uma cumplicidade absurda entre nós! Ele me mostrou um lado meu que eu não conhecia. Quando estávamos juntos, não era preciso fingir, nem mentir. Era uma coisa que fluía naturalmente (como com a menina dos olhos de jabuticaba).
7 meses, 8 meses se passaram, e ele se foi. Mas não me abandonou. Nunca. Cinemas, telefonemas, shows, eventos.. A gente sempre se esbarrava por algum lugar.
1 ano, 2 anos e continuamos ai, não com a mesma convivência de antes, mas o carinho sem dúvida é o mesmo!
No dia 9 de dezembro de 2009 foi quando ele mais me surpreendeu aparecendo na minha formatura. E foi quando eu percebi que não importa o tempo que passe, a distancia não atrapalharia. Porque, toda vez que nos vemos parece que nunca perdemos contato realmente. E eu sei que ele é um dos poucos que me entende e me acompanha nas minhas loucuras. Um amigo-irmão. Meu eu homem. O Sr. pelancudo.
Que faz falta nas minhas tardes vazias.

segunda-feira, 29 de março de 2010

Friendship part I.

Essa semana resolvi fazer uma coisa diferente.Todos os dias falarei de alguém que foi realmente especial na minha vida. E as pessoas que não aparecem, não se preocupem, vocês também foram especiais. Mas de formas diferentes =D

Para o texto de hoje escolhi duas pessoas que desde o inicio estiveram comigo.

Texto feito ás 2 hrs e 27 min da madrugada do dia 29 de março de 2010.

Era 2004. Quase ninguém se conhecia, quando por acaso, uma menina branca, de cabelos negros, com postura de ginasta, sugeriu uma brincadeira : amigocarta. Tá. Como vou fazer uma carta para alguém que eu nem conheço? Ao abrir o papelzinho tinha o nome 'Alex' escrito nele. Ah! O de cabelos castanhos claros, olhos verdes e metido a inteligente. Confesso. Uma certa antipatia surgia de mim ao ouvir o nome dele.. Assim como em quase toda a escola. E foi assim, na 6ª serie, que tudo apenas começou.

E quem era aquela que vivia nas 'sombras' daquela que era popular? Aqueela que por cima dos olhos cor de jabuticaba, usa óculos e se senta no centro da sala, que é dedicada e todos os professores adoravam? A representante de turma? O nome dela é Rafaela. Ah com ela as coisas fluíam mais naturalmente do que com o menino de cabelos castanhos. Mas a minha historia com ela só foi acontecer um tempinho depois..

2 anos se passaram..

E lá estávamos nós. O menino do cabelo castanho já não me causava antipatia, e a menina dos olhos de jabuticaba já havia saído das 'sombras'. foi então que tcharam! Descobri nela uma pessoa sensacional e que a partir dali, nada nos separaria! Ah e ele.. sempre ouvindo meus lamentos, meus choros intermináveis e minhas alegrias!

3..4..5..6 anos se passaram..

E o que restou? Tantas coisas passamos juntos não é mesmo? Desde ir a uma loveparade e dançar até o amanhecer, a tomar o 1º porre, ir ao show do móveis, matar aulas, entrar em uma sex shop! hahaha. Conselhos, risadas, choros, e a única coisa que temos enfim, são as lembranças que nos fazem choraar de tanto rir e nos emocionam. Mas eu sei que ainda existe um laço que nos puxe de volta uns para os outros nos unindo e impedindo que nos separemos de alguma forma. Ele sabe que não foi a toa que fiquei com ele até 4 da manha assistindo um seriado gay [ta certo que eu dormi na metade dele, mas o que vale é a intenção né?] e ela sabe que todaas as noites em claro conversando, confessando segredos, e coisas que só a gente entende nunca vão ser superados por nada no mundo..

E pensar que tudo começou com um amigocarta...Tenhos vocês no coração para sempre. Pode ter certeza (:

domingo, 28 de março de 2010

26.O3.1O

O sorriso em seu rosto me deixa saber que precisas de mim. Há uma verdade em seus olhos dizendo que nunca me deixará. O toque de sua mão diz que irá me levantar onde quer que eu caia. Você diz isso melhor quando não diz nada. Ao longo do dia, eu escuto as pessoas conversando alto, mas quando me abraça forte, você afoga a multidão. Mesmo que eles tentem, eles nunca poderiam definir o que é dito entre o seu coração e o meu!

Just

"Você faz ser mais facil, quando a vida fica dificil."
(L)

sábado, 20 de março de 2010

aah aquela dança..

Sabe, nesses meus dias meio que atoas, eu fico pensando muito na vida. Tudo o que fiz, tudo o que quero fazer.. e sei la.. O sentimento que mais surge nesses momentos não é como a saudade, que aos poucos vai 'curando'. É algo além, mais vazio, mais intenso e que parece ser incurável. Mas o mais estranho nisso tudo, é que a sensação é boa, muito boa por sinal.

Um dia, rodando pelos canais, me deparei com um filme que me fez ver do que eu realmente mais sinto falta. dançar. Aah aquela dança..Tão majestosa, tão pura, tão simetricamente perfeita, tão frágil e sincera. Cada pirueta bem dada era motivo de uma lágrima de alegria sair dos meus olhos. Cada hora de ensaio, valia após uma serie de aplausos. E cada gota de suor, valia por toda a paixão entregue ao momento. aah que falta me faz as broncas da professora, que falta faz as noites mal dormidas por conta da anciosidade da apresentação no dia seguinte, que falta faz sair com os pés doendo de tanto ensaiar, que falta eu tenho de ser entregue a uma única coisa..Ahh se eu soubesse desde o principio que seria assim..teria cuidado um pouco mais dos meus joelhos.

sexta-feira, 19 de março de 2010

Diversidade musical.

Essa coisa de inspiração é tão relativa que chega ser engraçado ! Tchubaruba de um lado, Shimbalaiê de outro, Ilariê ali, Rebolation-tion aqui. Sério, acho graça disso tudo.. Mas é algo que quando entra na cabeça, não sai mais! E isso é uma coisa comprovada cientificamente. Tá. Mas qual o intuito de fazer um post relacionado a isso? Pra falar a verdade, não sei. Talvez só para passar o tempo e atualizar o blog um pouco? Pode ser. Estou apenas tchubarubando por ai pra ver se o shimbalaiê acontece. Porque sabe como é né, se o ilariê vier, não tem rebolation-tion que salve!



P.s: Sou tosca beijos

terça-feira, 9 de março de 2010

This moment

Em em meio a tanta confusão, aquele eu te amo sufocado trouxe a paz que o momento tanto implorava para ser encontrado. Tão desesperador, mas com uma verdade indiscutível. Fazendo aquelas lágrimas tão quentes, saírem borbulhando de dentro de mim.
E mais uma vez as lembranças vieram a tona.

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Cannes


Emoções conflitantes - Sandipan Mukherjee

domingo, 21 de fevereiro de 2010

Encontro

"Olhe só como a noite cresce em glória! E a distância traz nosso amanhecer. Deixa estar que o que for pra ser vigora. Eu sou tão feliz, vamos dividir. Os sonhos que podem transformar o rumo da historia. Vem logo, que o tempo voa como eu quando penso em você."
Maria Gadú

Constant change

Eu acho tão engraçado o modo que a vida tem de brincar com a gente. Pode ser que em certos momentos nós iremos estar por cima da situação, ou outras vezes por baixo, pode ser que hoje você goste de um perfume, mas amanha não, pode ser que aquela pessoa que você julgava tão mal se torne sua fiel aliada, e aquela que sempre estava com você se torne apenas uma quase desconhecida. É tudo tão relativo que me dá medo. Tudo está em constante mudança e nada é como era antes. Pra melhor, ou pior, as coisas sempre mudam! Isso é um fato e temos que encarar de frente. Mas acontece que muitas vezes é doloroso pensar que alguma coisa teve um fim. Ou apenas não deu mais certo. É apenas uma questão de tentar rever os fatos e pensar no porque tudo aconteceu como aconteceu. Pode ser que a hora de estar por cima da situação ainda não chegou. Pode ser que depois de 5 anos usando o mesmo perfume, seja natural enjoar dele. Pode ser que depois de tanto julgamento, você apenas aprendeu se deixar confiar mais por aquelas pessoas que sempre estiveram lá para te apoiar, e aprendeu a acordar para aquelas que apenas diziam estar do seu lado, mas que no fundo no fundo não estavam. Reveja os fatos, e quem sabe assim, mude seus atos. ;D

P.s: Nada em particular.

sábado, 13 de fevereiro de 2010

Dias

Okay. Acho que agora já posso começar a me desesperar. O resultado dos vestibulares saíram, Enem, Prouni, Sisu, diabaquatro, e eu continuo sendo apenas mais uma desempregada, maior de idade, e atoa no mundo. E realmente, não sei o que vou fazer daqui pra frente. Pedir esmolas, sair distribuindo currilum loucamente em todos os lugares possíveis e imagináveis que aparecerem pela minha frente, tocar violão na rua [que vai ser um pouco difícil, porque eu não sei nem o básico , logo, teria que pagar aulas, e com o fim do meu ultimo salário, to sem dinheiro ate pra comprar big big, como diz um amigo meu] , enfim... estou realmente na merda! Admito. Minha única saída é estudar que nem uma condenada. Quem sabe na louca eu não passe em algum concurso publico? Depois disso não precisaria de quase nada. Quase nada meesmo.

Queria ir ao cinema, mas não sou [mais] estudante, e agora vejo o quanto essas entradas estao o olho da cara! É o fim, passar as tardes assistindo sessão da tarde, ou Sônia abrão. E quando começa malhação? DEEELS! Porque o Mocotó não volta? Sério. Mas meu prêmio de pior novela vai para Alma Gêmea. Aquela caara de pastel da Priscila fantin me dá náuseas. E é só assim que eu percebo que televisão é meesmo uma bosta. Eu to realmente em uma situação precária. Quando eu me vi falando de novela no blog? nice.

Ah sem contar que eu to comendo que nem uma porca, daqui a pouco vou estar mais gorda que a gravida nojenta que mora na frente daqui de casa, que grita mais do que pastor. Enfim. até pensei em ir pro pátio me jogar de la, mas acabei de lembrar que se eu não tenho dinheiro pra morrer naao. Aqui em casa ta em obra, e é bagunça o dia todo. O Karatê [o pedreiro] fala mais do que o homem da cobra, to de TPM. O que mais pode dar errado?

Bom, nos filmes, esse é o momento que começa a chover. Ainda bem que ta um dia lindo la fora. É. Nem tudo esta perdido. Ele acabou de passar pela porta da sala,e me deu aquele sorriso que me traz paz, que é uma forma de dizer que tudo vai ficar bem. Enquanto o Karatê esta falando sobre as mil aventuras que ele já passou para o meu irmão que esta impaciente querendo terminar de assistir os seus animes. Daqui a pouco vou jogar vídeo game e comer o ultimo pedaço de bolo de chocolate que ainda resta. :D

Acho que a sorte esta sempre do nosso lado. É uma questão de saber como decifra-la. E pode ser que esse seja o momento que eu tenho que parar para refletir sobre o que eu quero daqui pra frente, e quer saber? Acho que eu tenho até sorte. Porque o ultimo pedaço de bolo é sempre o melhor. :)

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

You had me at hello

"Posso sentir você
E ficar perto de você
Você é o ar que eu respiro pra sobreviver
Posso te abraçar
Quero te mostrar
Que sem você o meu sol não brilha
Você não precisa se esforçar pra que eu te ame
Garoto, sem você minha vida simplesmente não é a
mesma
Você não precisa se esforçar pra que eu te ame"

That oold scooter

"Bem, porque eu acho que não podemos mais negar o que sentimos, neh garoto?
É,pelo menos eu sinto algo.
E se você sente também,devíamos sentar e relaxar
e deixar todas as nossas fantasias virarem realidade
Deixar o barco correr e ver como seria se ficássemos juntos
Ver como seria se você colocasse sua mão na minha.
Ver como seria se você abrisse sua mente para o novo
Ver como seria se ficássemos juntos.
Como seria se optássemos pelo movimento,que dá medo
Um bom tipo de medo."
E mais uma vez o destino brincou com a gente.

sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Just Feelings

É que alguma coisa muito estranha acontece comigo quando você me olha. O jeito que os fios do meu cabelo passam entre os seus dedos, me arrepiam. Aquele arrepio que me faz perder o juízo e faz meus lábios sentirem uma estranha sensação de querer mostrar toda a felicidade que vive aqui dentro de mim. Que é semelhante á sensação de quando eu me pego pensando em uma canção de Seu Jorge e me dá uma vontade louca de dançar, mas isso realmente não tem nada a ver. O fato é que eu sei exatamente onde eu quero ir, e sei exatamente com quem eu quero ir. A pessoa com os olhos castanhos mais lindos que já vi, e é ele que sabe bem como fazer feliz, é com quem eu faço as brincadeiras mais ridículas , quem me entende como ninguém e que vai ser minha eterna 'sina'. Não importa o que aconteça.

terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Bahiiia !



Sorria você esta na Bahia
Sorria você acordou mais um dia

O povo sangue nobre vindo de navios negreiros
Mãe africa, tem filho no mundo intero
Aqui vi banho de sol
Aqui vi banho de mar
Sorria pra você, a Bahia vai estar
Então,

Sorria você acordou mais um dia
Sorria você esta na Bahia