Páginas

quinta-feira, 12 de junho de 2014

The man. My man.

300 dias , 3 horas e 30 minutos. 

Esse é tempo (quase) exato em que pude ver e perceber como a felicidade estava tão próxima de mim e eu nem sabia. O tempo (quase) exato em que toda nossa ousadia e coragem deram lugar à todo medo ou insegurança que um dia pôde existir. O tempo (quase) exato que me apaixonei por você. O tempo (quase) exato do nosso primeiro beijo. 

Desde então, não houve mais espaço para qualquer outro sentimento senão toda essa parceria e amor que move tudo isso que compartilhamos. 

Em meio à todo o turbilhão de sentimentos que existem dentro de mim, você me aceitou e me amou mesmo assim. Segurou minha mão e caminhou junto comigo. Mesmo com toda minha imperfeição, você me faz sentir como a mulher mais amada e completa do mundo todo. Desperta meus lados mais ocultos, que junto dos teus, formam ideias geniais.

Percebi como o fator mais importante em uma relação, não é o tempo. E sim todo o respeito, admiração que se vai construindo ao longo dele. Pensar na vida fica mais fácil, quando lembro que tenho você para compartilhar dos momentos chatos do dia. Quando vejo algo super diferente e só penso em como você acharia legal também. Ou em como você apóia minhas ideias loucas adicionando coisas mais loucas ainda. Como nossos planos coincidem tanto. Em como nossa risada tem um som gostoso de se ouvir.. Ou o modo como você tem de olhar dentro da minha alma.. Você me olha. Mais do que isso, me enxerga... Como pessoa, como mulher. E isso é sem duvida, umas das coisas mais bonitas que um homem pode fazer. 

Passaria uma vida inteira pra descrever todas as mil coisas que me fazem bem vindas de você. Mas acredito que tudo que é para ser dito, tento ser em pessoa todos os dias.. Sendo sempre o melhor que posso ser. Porque de uma coisa eu sei: Não é em toda mesa de bar que se encontra essa paz que tenho em você.

Já te falei sobre isso, mas acho legal repetir, pois foi algo que sempre levei pra vida e que me surpreendeu quando vi escrito no livro que me deu de presente.

"Toda mulher deve ser capaz de responder três perguntas antes de se comprometer com um homem. Se disser 'não' a qualquer uma delas, saia correndo: 1 - Ele a trata com respeito o tempo inteiro? 2 - Se, daqui a vinte anos, ele fosse exatamente a mesma pessoa que é hoje, você ainda sim se casaria com ele? E, finalmente, ele faz com que você queira ser uma pessoa melhor? Se conseguir responder 'sim' às três em relação a uma pessoa, então encontrou um homem decente. "

Digamos que você seja esse cara, Felipe Miranda.

domingo, 8 de setembro de 2013

Fragmentos de felicidade.


Tanto tempo sem escrever e nem sei bem o porquê. Minha mente nunca esteve tão a mil como nesses ultimos meses.. Um ano que nem acabou e ja me mostrou tanta coisa!

Acredito ter amadurecido mais do que em qualquer outro tempo existente. Minhas percepções são outras, vontades e visões tambem. E em meio a tanta confusão interna, sempre aparece aquela luz pra te guiar. Aquela mão que te ajuda a reerguer de qualquer queda. Um ponto de equilibrio que te oferece colo e chocolate nos piores momentos. Mas tambem oferece cerveja e boas piadas ruins em domingos  ensolarados.
Ao olhar para tras e lembrar desses dias, terei a certeza de que era  feliz e sabia, como diria um carinha ai que eu conheço.. hehe

E as vezes ao mesmo tempo que tenho medo do que o universo esta separando para mim por ser tão feliz assim, me sinto tranquila por saber que se eu tiver isso que tenho hoje, vou ser capaz de enfrentar as piores coisas que tudo vai acabar bem! E depois estaremos em uma mesa de bar em plena segunda feira com batata frita, cheddar e bacon rindo de tudo.

E o que dizer de quando você se vê de frente a uma pessoa que é capaz de trazer paz e inquietação ao mesmo tempo? Aquele misto de excitação e calmaria. Algo como Yin e Yang... Nem sei ainda como é capaz de existir algo tão intenso e que conforte tanto ao mesmo tempo. 

Paz. 

É definitivamente a palavra do momento. 

Torna a vida mais facil de se viver.

I hope you don't mind that I put down in word
How wonderful life is while you're in the world..

sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

Sobre perdas e finais incertos.

Depois de sonhar tantos anos
De fazer tantos planos
De um futuro pra nós
Depois de tantos desenganos
Nós nos abandonamos como tantos casais
Quero que você seja feliz
Hei de ser feliz também

Depois de varar madrugada
Esperando por nada
De arrastar-me no chão
Em vão
Tu viraste-me as costas
Não me deu as respostas
Que eu preciso escutar
Quero que você seja melhor
Hei de ser melhor também

Nós dois
Já tivemos momentos
Mas passou nosso tempo
Não podemos negar
Foi bom
Nós fizemos história
Pra ficar na memória
E nos acompanhar
Quero que você viva sem mim
Eu vou conseguir também

Depois de aceitarmos os fatos
Vou trocar seus retratos pelos de um outro alguém
Meu bem
Vamos ter liberdade
Para amar à vontade
Sem trair mais ninguém
Quero que você seja feliz
Hei de ser feliz também
Depois

Marisa Monte

quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Velha e louca.

Pode falar que eu não ligo. Agora, amigo, eu tô em outra. Eu tô ficando velha, eu tô ficando louca. Pode avisar qu'eu não vou, Oh oh oh... Eu tô na estrada, eu nunca sei da hora, eu nunca sei de nada. Nem vem tirar meu riso frouxo com algum conselho, que hoje eu passei batom vermelho. Eu tenho tido a alegria como dom, em cada canto eu vejo o lado bom. Pode falar qu'eu nem ligo, agora eu sigo o meu nariz, respiro fundo e canto. Mesmo que um tanto rouca. Pode falar, não importa o que  tenho de torta, eu tenho de feliz. Eu vou cambaleando de perna bamba e solta.

21 primaveras. 

quarta-feira, 14 de março de 2012

Mulheres

"Certo dia parei para observar as mulheres e só pude concluir uma coisa: elas não são humanas. São espiãs. Espiãs de Deus, disfarçadas entre nós. Pare para refletir sobre o sexto-sentido. Alguém duvida de que ele exista? E como explicar que ela saiba exatamente qual mulher, entre as presentes, em uma reunião, seja aquela que dá em cima de você? E quando ela antecipa que alguém tem algo contra você, que alguém está ficando doente ou que você quer terminar o relacionamento? E quando ela diz que vai fazer frio e manda você levar um casaco? Rio de Janeiro, 40 graus, você vai pegar um avião pra São Paulo. Só meia-hora de vôo. Ela fala pra você levar um casaco, porque "vai fazer frio". Você não leva. O que acontece? O avião fica preso no tráfego, em terra, por quase duas horas, depois que você já entrou, antes de decolar. O ar  condicionado chega a pingar gelo de tanto frio que faz lá dentro! "Leve um sapato extra na mala, querido. Vai que você pisa numa poça..." Se você não levar o "sapato extra", meu amigo, leve dinheiro extra para comprar outro. Pois o seu estará, sem dúvida, molhado... O sexto sentido, não fa sentido! É a comunicação direta com Deus!
 Assim é muito fácil... As mulheres são mães! E preparam, literalmente, gente dentro de si. Será que Deus confiaria tamanha responsabilidade a um reles mortal? E não satisfeitas em ensinar a vida elas insistem em ensinar a vivê-la, de forma íntegra, oferecendo amor incondicional e disponibilidade integral.
Fala-se em "praga de mãe", "amor de mãe", "coração de mãe"... Tudo isso é meio mágico... Talvez Ele tenha instalado o dispositivo "coração de mãe" nos "anjos da guarda" de Seus filhos (que, aliás, foram criados à Sua imagem e semelhança). As mulheres choram. Ou vazam? Ou extravazam? Homens também choram, mas é um choro diferente. As lágrimas das mulheres têm um não sei quê que não quer chorar, um não sei quê de fragilidade, um não sei quê de amor, um não sei quê de tempero divino, que tem um efeito devastador sobre os homens...É choro feminino. É choro de mulher...
Já viram como as mulheres conversam com os olhos? Elas conseguem pedir uma à outra para mudar de assunto com apenas um olhar. Elas fazem um comentário sarcástico com outro olhar. E apontam uma terceira pessoa com outro olhar. Quantos tipos de olhar existem? Elas conhecem todos...Parece que freqüentam  escolas diferentes das que freqüentam os homens! E é com um desses milhões de olhares que elas enfeitiçam os homens. 

EN-FEI-TI-ÇAM !

E tem mais! No tocante às profissões, por que se concentram nas áreas de Humanas? Para estudar os homens, é claro! Embora algumas disfarcem e estudem Exatas...Nem mesmo Freud se arriscou a adentrar nessa seara. Ele, que estudou, como poucos, o comportamento humano, disse que a mulher era "um continente obscuro".
Quer evidência maior do que essa? Qualquer um que ama se aproxima de Deus.
E com as mulheres também é assim. O amor as leva para perto dele, já que Ele é o próprio amor. Por isso dizem "estar nas nuvens", quando apaixonadas. É sabido que as mulheres confundem sexo e amor. E isso seria uma falha, se não obrigasse os homens a uma atitude mais sensível e respeitosa com a própria vida.
Pena que eles nunca verão as mulheres-anjos que têm ao lado. Com todo esse amor de mãe, esposa e amiga, elas ainda são mulheres a maior parte do tempo. Mas elas são anjos depois do sexo-amor.
É nessa hora que elas se sentem o próprio amor encarnado e voltam a ser anjos. E levitam. Algumas até voam. Mas os homens não sabem disso. E nem poderiam. Porque são tomados por um encantamento que os faz dormir nessa hora."

Luís Fernando Veríssimo

quinta-feira, 8 de março de 2012

Tanjoubi omedetou


 Para hoje, escolhi um texto liindo, que diz muita coisa sobre o amor incondicional que pode existir entre dois irmãos..

O MILAGRE DA CANÇÃO DE UM IRMÃO

"Como qualquer mãe, quando Karen soube que estava grávida pela segunda vez, fez todo o possível para ajudar o seu outro filho, Miguel, de seis anos, a se preparar para a chegada da irmã. E o menino estava ansioso. Todos os dias fazia questão de cantar perto da barriga da mãe e sempre repetia que amava a irmã.
A gravidez de Karen foi normal. Finalmente chegou o dia do parto. Tudo corria bem até surgirem algumas complicações. Depois de muitas horas de trabalho de parto, a criança nasceu. Mas estava muito mal e por isso foi direto para a UTI neonatal. Os dias passavam e a irmã de Miguel só piorava. O médico chegou a dizer aos pais para se prepararem para o pior. Karen e o marido, sofrendo muito, começaram, então, os preparativos para o funeral da filha. Mas Miguel ainda mantinha sua esperança e todos os dias pedia aos pais para conhecer a sua irmã. Ele dizia: Pai, mãe, eu quero cantar para a minha irmã! A neném estava na UTI há quase duas semanas e os médicos continuavam acreditando que ela não sobreviveria. E Miguel insistia em ir ao hospital para cantar para a irmã. Porém, não era permitida a presença de crianças na UTI. Mas Karen decidiu levá-lo mesmo assim, pois Miguel não tinha visto a irmã e, se não fosse naquele dia, talvez não a visse viva. Karen então, colocou uma roupa um pouco maior nele, para disfarçar a idade. Mesmo assim, a enfermeira não permitiu a entrada de Miguel na UTI e mandou que a mãe o tirasse dali. Karen, porém, determinada, disse:- Desculpe-me, enfermeira, meu filho não vai embora até ver a irmã! Finalmente Miguel foi ver a irmã, que estava na incubadora. E ficou olhando para aquele pedacinho de gente que perdia a batalha da vida. Depois de alguns segundos, Miguel começou a cantar. A letra da música dizia assim: "Você é o meu sol, o meu único sol. Você me deixa feliz mesmo quando o céu está escuro…" De repente, a irmã de Miguel pareceu reagir. Sua pulsação começou a baixar e se estabilizou. Karen pediu para o filho continuar cantando. Agora a letra dizia: "Você não sabe, querida, o quanto eu te amo. Por favor, não leve o meu sol embora…" Enquanto Miguel cantava, a respiração difícil da neném ia melhorando. E Karen, emocionada, pediu para o filho não parar de cantar. E ele obedeceu. A irmã de Miguel foi relaxando, se acalmando... A enfermeira, que assistia a tudo, começou a chorar.Miguel continuou cantando aquela música que falava de carinho e amor... por muito tempo, ali, dentro da UTI fria daquele hospital. E, no dia seguinte, a irmã de Miguel estava salva. Em poucos dias teve alta, para a alegria de todos. A imprensa local divulgou a história como "O milagre da canção de um irmão". Os médicos chamaram de Milagre. E Karen chamou de Milagre do amor de Deus."


À ele, que  tem sido um irmão tão especial, maravilhoso, sempre presente. E todas as preces que eu faço a Deus para protegê-lo ainda serão poucas. Que seu caminho seja sempre carregado de luz, e a felicidade seja sua companheira do dia-a-dia. Quero que você seja sempre esse homem íntegro, forte e bondoso para ser sempre bem amado por todos. Feliz Aniversário :)

quarta-feira, 7 de março de 2012

É ter na mente

Podem falar o quanto for, mas não existe coisa mais intensa do que o casamento. E nesse ultimo sábado,eu pude ver o quão verdadeiro isso pode ser.
Ao som da clássica Marcha Nupcial, as cortinas caíram e o flashes tomaram conta do salão arrepiando cada fio de cabelo meu. Tão linda e majestosa, aquela menina, agora tão mulher, surgiu encantando e iluminando o olhar apreensivo daquele que a partir daquela noite, dividiria sua vida com ela.
E ao vê-la tão feliz, eu só conseguia ficar feliz também. Afinal, foram tantas coisas vividas juntas, que não é fácil conter a emoção em momentos como aquele. Presenciei os momentos cruciais desse relacionamento e vi o tanto que ambos sofreram quando terminaram, mas também vi a imensidão da felicidade que foi a reconciliação. A cerimônia, como o esperado, foi linda demais e carregada de emoções. Tanto dos noivos, como dos pais e convidados.
Tenho a certeza de que hoje, a minha menina está em boas mãos e sei da alegria e do amor que sempre se fará presente nessa relação tão abençoada, que enfrentou e passou por cima de todos os preconceitos entregando tudo nas mãos de Deus. E agora, nada mais importa, pois tudo o que um passar, o outro também passará. Os dois se tornaram uma só carne e um só espírito.


“Portanto deixará o homem a seu pai e a sua mãe, e unir-se-á sua mulher, e serão os dois uma só carne”. (Gênesis 2:24)

terça-feira, 6 de março de 2012

— Diário de uma paixão

É a possibilidade que me faz continuar, não a certeza, uma espécie de aposta da minha parte. E embora você possa me chamar de sonhador, de tolo ou de qualquer outra coisa, acredito que tudo é possivel.


“Querido John.

Há tanta coisa que quero dizer para você, mas não tenho certeza por onde devo começar. Devo começar dizendo que te amo? Ou que os dias que passei com você foram os mais felizes da minha vida? Ou que, no curto espaço de tempo que nos conhecemos, passei a acreditar que fomos feitos um para o outro? Poderia dizer todas essas coisas e tudo seria verdade, mas, enquanto releio estas palavras, a única coisa que passa pela minha cabeça é que queria estar com você agora, segurando sua mão e olhando seu sorriso elusivo. No futuro, sei que vou reviver o tempo que passamos juntos mil vezes. Vou ouvir seu riso, ver seu rosto e sentir seus braços em torno de mim. Vou sentir falta de tudo isso, mais do que você pode imaginar. Você é um cavalheiro raro, John, eu estimo isso em você. Todo o tempo em que estivemos juntos, você nunca me pressionou para dormir com você, e eu não posso dizer o quanto isso significou para mim. Tornou o que temos ainda mais especial, e é assim que eu quero me lembrar para sempre do período que passamos juntos. Como uma luz branca e pura, cuja contemplação é de tirar o fôlego. Penso em você todos os dias e sei que, quando for te ver amanhã, dizer adeus será a coisa mais difícil que já fiz. Parte de mim teme que chegue um momento no qual você não sinta mais o mesmo sentimento, que por algum motivo você esqueça o que nós compartilhamos, então é isso que eu quero fazer. Onde quer que você esteja e não importa o que esteja acontecendo em sua vida, na primeira noite de lua cheia – como na noite em que nos conhecemos – quero que você a encontre no céu noturno. Quero que você pense em mim e na semana que partilhamos, porque, seja onde for, seja o que estiver acontecendo na minha vida, é exatamente isso o que vou fazer. Se não podemos estar juntos, pelo menos podemos compartilhar isso, e talvez entre nós, sejamos capazes de fazer isso durar para sempre. Eu te amo, John Tyree, e eu vou agarrar-me à promessa que uma vez você fez para mim. Se você voltar, vou casar com você. Se você quebrar a sua promessa, vai partir meu coração. Com amor, Savannah.

Querido John. 

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

"Ás vezes estamos sem rumo, mas alguém entra em nossa vida e se torna o nosso destino. Ás vezes estamos no meio de centenas de pessoas, e a solidão aperta nosso coração pela falta de uma única pessoa.”


—     Luiz Fernando Veríssimo.