Páginas

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Um amor de tantas rugas, tem sim o seu lugar.

No dia 25 de setembro de 2002, o Rio de janeiro presenciou uma das historias mais belas já vistas. Apesar do trágico desabamento, o Hotel Linda do rosário era palco de uma historia fantástica de amor. O prédio já havia sido notificado pela prefeitura pela má-conservação da fachada e estrutura. Um casal, que na juventude guardava um amor secreto e fora separado pela vida, resolveu desistir de esconder seus sentimentos e se renderam à essa paixão, tornando-se amantes. Fontes dizem que eles se encontravam secretemante nesse hotel durante muitos anos seguidos, mesmo apos a morte de seus cônjuges. A família de ambos não aceitava essa relação e por isso ela era levada em segredo. Acredita-se que a principal suspeita é que uma obra, iniciada na véspera e que retirava um mezanino no primeiro andar, possa ter provocado o desabamento. Horas antes ao ocorrido, ouviam-se estalos nas paredes e se constatava o desabamento do prédio. Os empregados saíram batendo de porta em porta avisando aos clientes para que abandonassem o local. Porém há controvérsia na morte do casal. Uns acreditam que eles temiam ter sido descobertos e não quiseram sair, e outros acreditam que eles estavam cansados de fugir, decidiram morrer juntos, e ficaram até o fim como amantes. Nos escombros, os corpos foram encontrados juntos.

E essa historia, serviu como inspiração para uma das canções mais belas, de umas das melhores bandas nacionais.

Conversa de botas batidas - Los Hermanos

- Veja você onde é que o barco foi desaguar
- A gente só queria um amor
- Deus parece às vezes se esquecer
- Ai, não fala isso por favor
Esse é so o começo do fim da nossa vida
Deixa chegar o sonho
Prepara uma avenida
Que a gente vai passar

- Veja você, quando é que tudo foi desabar
- A gente corre pra se esconder
E se amar se amar até o fim
Sem saber que o fim já vai chegar

Deixa o moço bater
Que eu cansei da nossa fuga
Já não vejo motivos
Pra um amor de tantas rugas
Não ter o seu lugar

Abre a janela agora
Deixa que o sol te veja
É só lembrar que o amor é tão maior
Que estamos sós no céu
Abre as cortinas pra mim
Que eu não me escondo de ninguém
O amor já desvendou nosso lugar
E agora está de bem
Diz quem é maior
Que o amor

Me abraça forte agora
Que é chegada a nossa hora
Vem vamos além
Vão dizer
Que a vida é passageira
Sem notar que a nossa estrela
Vai cair

Todo dia ela faz tudo sempre igual

Meus dias estao muito como a musica do Chico. De verdade. Acordo ás sete, trabalho ate ás 13hr, volto para casa, arrumo almoço, vejo algumas coisas na internet, tiro o cochilo maroto da tarde, um tempo com  a minha mae, um tempo com o namorado, jantar, dormir, acordar ás sete, trabalho até as 13hr.. e assim vai.
Para vocês verem a gravidade do problema, o ponto alto do meu dia ontem, foi um gato em seu leito de morte. Seria comico se nao fosse tragico. O bichano, pobre coitado, deve ter sido envenenado por algum vizinho inescrupuloso e sem sentimentos algum. Sao coisas assim, que eu nao consigo entender... a pessoa é tao covarde que preferiu apenas colocar algo em uma carne suculenta para algumas horas depois, o gato achar que foi azia, mas que na realidade era algo muito pior. O que me espantou, foi o fato dele escolher logo LA EM CASA para falecer. Pobre coitado. Acho é pelo fato de la ja ter tido gato outra vez, ou sei la ne? Vai ver ele gostava da minha famila.. So sei que eu e minha mae ficamos sem coragem alguma de pegar o bichinho e jogar fora. Ele morreu la pras 19hr e so foi embora ás 21:30 quando meu irmao chegou. Gente, ele parecia que tava empalhado de tao duro.. era bizarro de se ver..Mas enfim, que descanse em paz..
Como eu ia dizendo, meus dias estao sendo basicamente isso. Sempre a mesma coisa, sem novidade alguma coisa e tal. Eu estava acostumada com aquela rotina trabalhar, faculdade e dormir. Isso tomava meu dia todo e eu ainda estava eletrica antes de dormir.. Agora, com esse novo 'emprego' eu fico pedindo pro dia acabar logo.. Parece que eu fico mais cansada nao fazendo nada, do que quando eu nao tinha nem tempo para almoçar direito... O lado bom é que eu adianto minhas series e meus estudos.
Amanha minha tia vem aqui para casa para passar o ano novo com a gente. E passaremos, juntas eu, ela e minha mae nas boas vibraçoes da chapada dos veadeiros. Vai ser algo como clube da Lulu. Assim que voltarmos conto como foi a experiencia.