Páginas

terça-feira, 10 de agosto de 2010

Sobre ferimentos e futuro.

Tic-tac. Tic-tac. Tic-tac. O relógio adiantado da cozinha marcam 10 horas da noite de domingo. Acabo de lhe dizer boa noite e fechar a porta. Nesse momento, mil coisas passam pela minha cabeça me fazendo entrar em curto circuito. Tantas coisas que hoje já não fazem tanta importância, voltam como um tsunami arrastando tudo o que era certo e sólido. Como diria Elizabeth Lee é como se estivessem jogando pimenta em um ferimento recem feito. De certa forma, esse ferimento não é nada recente. Tantas coisas da qual já eram para estar esquecidas, hoje eu sei que não atormentam só a mim, mas a você também. Só não tinha me dado conta disso antes.
Sinto um vazio enorme dentro de mim ao lembrar no mal que lhe fiz. Do mal que se fosse comigo, nunca seria perdoado. Do mal que ninguém jamais merece passar um dia.
Não posso lhe pedir que esqueça, mas que apenas acredite nesse sentimento que levo por ti dentro de mim. Espero que você nunca chegue a duvidar do tamanho ou existência dele. Me esforço todos os dias para sempre lhe lembrar o quanto é especial para mim, e o quanto eu sou feliz ao seu lado.
Torço muito para que daqui a 6 anos seja você que esteja a me esperar ao lado do padre para dizer o tão esperado 'sim'. Que seja você a pessoa que irei ver todos os dias ao acordar, aquela que esquentará meus pés em uma noite fria, a pessoa que brigarei sempre por deixar a toalha molhada em cima da cama ou pedir para que coma mais devagar. A pessoa que sempre vai brigar comigo quando eu embolar o edredom ao invés de dobra-lo, ou pedir para que eu coma mais rápido. Nós teremos um cachorrinho e um fusquete na garagem. Compraremos pizza aos sábados a noite para acompanhar o filme. Viajaremos para Alto paraíso em alguns finais de semana, e em outros conversaremos na rede tomando vinho tinto ao som de Renato Russo. E antes de dormir, será você que me dará um beijo na testa e dirá que me ama.

Acho que se for assim, para mim tá bom...

Eu sei que nem sempre as coisas vão ser boas, tanto porque o horóscopo diz que virgem e leão não combinam e sempre se desentendem,(hahahaha) mas tudo o que nós já passamos é o suficiente para provar que somos capazes de aguentar muito mais.
E essas feridas, com o tempo vão virar apenas cicatrizes. Se tornando provas concretas de que aquela história que começou em 2009, seja só o começo daquilo tudo que ainda temos que viver juntos.